Home Termos GPT – GUID Partition Table

GPT – GUID Partition Table

por - TI Forense

GPT é a abreviação de GUID Partition Table. O esquema de particionamento MBR generalizado, datado do início dos anos 80, impunha limitações que afetavam o uso de hardware mais novo. A Intel, portanto, desenvolveu um novo formato de tabela de partição no final dos anos 90 como parte do que acabou se tornando a UEFI. O GPT a partir de 2010 forma um subconjunto da especificação UEFI.

GPT vs. MBR: vantagens do disco GPT
Comparado com o disco MBR, um disco GPT pode suportar volumes maiores que 2 TB, onde o MBR não pode. A GPT está prestes a se tornar o padrão para o particionamento de disco rígido devido às limitações de tamanho do MBR. Será o padrão mainstream no futuro próximo.

Um disco GPT pode ser básico ou dinâmico, assim como um disco MBR pode ser básico ou dinâmico. Os discos GPT também suportam até 128 partições em vez das 4 partições primárias limitadas a MBR. Além disso, o GPT mantém um backup da tabela de partições no final do disco. Além disso, o disco GPT oferece maior confiabilidade devido à proteção de replicação e verificação de redundância cíclica (CRC) da tabela de partição. Ele pode ser usado como um volume de armazenamento em todas as plataformas baseadas em x64, incluindo plataformas que executam o Microsoft Windows XP Professional x64 Edition. O Windows Server 2003 SP1 também permite suporte para GPT em versões x86 da família Windows Server 2003.

Artigos Similares

Deixe seu comentário