Home Notícias Como compartilhar assinaturas sem dor de cabeça 

Como compartilhar assinaturas sem dor de cabeça 

por Notícias TI Forense

O mundo digital é composto de serviços. Eles estão disponíveis por assinatura. As assinaturas estão vinculadas às contas. Mas nem todo mundo deseja se inscrever e pagar por várias assinaturas, principalmente se puderem pegar emprestada a conta de um amigo ou parente. Dá pra emprestar? Vamos nos aprofundar para saber a quem você pode “emprestar” conteúdo em serviços populares e sob quais termos. E o que acontecerá se você tentar desviar as regras.

*  Como compartilhar sua assinatura do Netflix
*  Como compartilhar sua assinatura do Spotify
*  Como compartilhar sua assinatura do Amazon Prime
*  Como compartilhar sua assinatura do YouTube TV
*  Como compartilhar sua assinatura da Apple 
*  Como compartilhar jogos no Steam
*  Como compartilhar sua assinatura do Hulu
*  Por que você deve evitar o compartilhamento de senhas

Como compartilhar sua assinatura do Netflix

Você pode compartilhar sua assinatura do Netflix com a família, mesmo com um plano básico. Para fazer isso, você precisará criar perfis separados para eles em sua conta – até cinco – e selecionar a opção Crianças, conforme necessário.

Por padrão, apenas a senha da sua conta é necessária para entrar em qualquer um dos perfis; no entanto, você pode proteger um perfil adulto (além de bloquear a criação de novos perfis) com um código PIN adicional de quatro dígitos para bloquear crianças.

De acordo com o plano Básico, não é possível usar o serviço em vários dispositivos simultaneamente; portanto, vai ser preciso revezar. Além disso, você pode baixar filmes e programas em apenas um gadget. Enquanto isso, os planos Standard e Premium permitem assistir a conteúdo em duas e quatro telas, respectivamente, e usar o mesmo número de dispositivos para download.

De acordo com os termos de uso, sua senha pode ser transferida apenas para membros da mesma família. Na prática, no entanto, muitos usuários compartilham sua conta Netflix com parentes em outra cidade, amigos, colegas e muito mais.

Embora o gerenciamento da Netflix tende a deixar passar, de vez em quando a empresa diz que vai fazer pressão. Para estar do lado seguro, siga as regras; e se você compartilhar sua conta com não-proprietários, mantenha-se atento.

Como compartilhar sua assinatura do Spotify

O Spotify oferece um plano Premium Família que permite que toda a família use o serviço. Não há necessidade de compartilhar sua senha, e o Spotify até proíbe a prática. Os membros da família ingressam na assinatura geral por convite e cada um tem sua própria conta.

Você pode compartilhar sua assinatura do Spotify com até seis familiares. Todos devem morar no mesmo endereço e, comparado ao Netflix, o Spotify tem mais chances de investigar se suspeita de algo estranho. Há alguns anos, a empresa começou a reprimir possíveis infratores, pedindo confirmação de endereço, incluindo coordenadas precisas de GPS. Embora a mudança tenha sido abandonada, o contrato do usuário ainda estabelece o requisito de indicar o local de residência no Google Maps.

Como compartilhar sua assinatura do Amazon Prime

A Amazon também permite que você compartilhe uma conta paga com a família usando o Amazon Household. Assim como no Spotify, os membros da família se unem por convite e cada um tem sua própria conta.

Até seis pessoas podem ingressar em um Amazon Household. No entanto, apenas dois adultos por família podem ingressar – os outros quatro devem ser adolescentes (13 a 17 anos) ou crianças (12 anos ou menos), cujas opções são bastante limitadas. Por exemplo, os adolescentes podem fazer compras, mas os adultos devem aprovar o pedido. As crianças não têm permissão para gastar dinheiro, e o conteúdo delas (livros, filmes, jogos etc.) é escolhido pelos pais.

Isso significa que você não pode compartilhar o Amazon Prime com seus amigos. Outra restrição é que, se você remover um adulto do Amazon Household, ambos terão que esperar 180 dias antes de poderem ingressar em outro Amazon Household. Isso dá à empresa uma melhor chance de gerenciar os infratores sem rastrear sua localização.

Como compartilhar sua assinatura do YouTube TV

O Google, como muitas empresas, proíbe o compartilhamento de senhas. Em vez disso, no YouTube TV, você pode criar um grupo familiar para até cinco pessoas usarem o serviço sem nenhum custo adicional. Porém, a opção está disponível apenas para residentes nos EUA.

Grupos familiares podem ser criados por pessoas com 18 anos ou mais que ainda não são membros de outro grupo familiar. Além disso, você faz login no YouTube usando sua conta do Google, não o G Suite. Você pode compartilhar uma assinatura com até cinco membros da família, que também devem ter uma Conta do Google e não pertencer a nenhum outro grupo familiar. Observe que eles devem ter pelo menos 13 anos de idade. Para crianças mais novas, existe o YouTube Kids separado, que é gratuito.

Os residentes fora dos EUA podem compartilhar uma assinatura no YouTube Premium, que é mais caro, mas dá acesso não apenas à TV, mas também ao YouTube Music e ao YouTube Kids sem anúncios. Em alguns países – Bielorrússia, Venezuela, Israel, Islândia, Eslovênia, Coréia do Sul – essa opção não está disponível.

Todos os membros do grupo devem viver sob o mesmo teto. Para garantir a convivência, o Google solicita seu CEP ou acesso ao local do dispositivo quando você se inscreve e promete verificar todos os meses.

Quanto à visualização simultânea, o limite é de três dispositivos. Observe que, se um usuário assiste ao YouTube TV em um tablet e uma televisão ao mesmo tempo, isso conta como duas transmissões.

Como compartilhar assinaturas da Apple

A biblioteca de mídia da Apple também pode ser compartilhada com a família. Um grupo familiar pode incluir até seis pessoas de qualquer idade (para crianças menores de 13 anos, é necessário primeiro criar um ID Apple para criança). No entanto, as assinaturas gerais não estão disponíveis em dispositivos com iOS 7 ou OS X Mavericks (ou versões anteriores). Além disso, você não pode estar em dois grupos ao mesmo tempo e, se precisar mudar de repente para uma nova família virtual, a Apple permite que você faça isso apenas uma vez por ano.
Você pode conceder acesso aos membros do grupo familiar a suas assinaturas e compras, compartilhar seus planos e localização com eles e ajudá-los a encontrar gadgets perdidos. Observe as restrições: livros, músicas, filmes e programas de TV podem ser baixados para não mais que dez dispositivos, dos quais cinco podem ser computadores (essa regra não se aplica a aplicativos); e segundo, alguns conteúdos não estão disponíveis em todos os países e regiões; portanto, se alguém de sua família mora no exterior, por exemplo, talvez você não possa compartilhar compras com eles.

Além disso, você não pode compartilhar com os membros da família assinaturas individuais e de alunos, compras no aplicativo e determinados programas ou itens que alguém do grupo familiar ocultou da lista de compras. Dito isto, este último permanecerá nos dispositivos se já tiver sido baixado por lá.

Observe também que o organizador do grupo familiar paga por todas as compras. Para impedir que as crianças abusem das carteiras dos pais, a Apple permite que você configure o Pedir para comprar para impedir que gastem dinheiro pelas suas costas. Obviamente, você pode convidar amigos adultos – ou qualquer outra pessoa, mas apenas se estiver se sentindo muito generoso. Você também pode remover do grupo familiar qualquer pessoa para quem você não queira pagar.

Como compartilhar jogos no Steam

Você não pode permitir que outras pessoas entrem na sua conta Steam, mas pode compartilhar jogos. Para isso, você precisa habilitar o Compartilhamento da Biblioteca da Família. Seus amigos e familiares terão acesso à sua coleção e poderão jogar com seus próprios personagens. Ou seja, eles podem mergulhar quase totalmente no processo de jogo – quase, porque os convidados não podem comprar conteúdo para download (mapas adicionais, itens no jogo, skins etc.).

Os termos de uso permitem que você compartilhe sua biblioteca com até cinco pessoas que possuem suas próprias contas do Steam, que poderão jogar seus jogos em dez dispositivos que você autorizar. E eles nem precisam morar no mesmo endereço.

No entanto, o Steam não recomenda compartilhar sua biblioteca com estranhos: se alguém for pego trapaceando ou usando mal o serviço durante os jogos, você poderá ser banido ou impedido de compartilhar sua coleção novamente.

Vale a pena lembrar algumas outras nuances. Primeiro, você não pode compartilhar parcialmente sua biblioteca. É tudo ou nada. Segundo, jogos que exigem chaves de ativação ou assinaturas de terceiros não estão sujeitos às regras de Compartilhamento da Biblioteca da Família. Terceiro, um jogo compartilhado pode ser jogado por apenas uma pessoa de cada vez, com prioridade dada ao seu proprietário.

Como compartilhar sua assinatura do Hulu

O serviço de vídeo Hulu está disponível apenas para residentes nos EUA. Além disso, você pode pagar por uma assinatura apenas usando um cartão bancário americano ou através do PayPal ou Venmo. Se você se qualificar para usar o serviço, poderá criar até seis perfis para parentes em uma conta. Além disso, o Hulu permite que você faça login a partir de um número ilimitado de dispositivos, mas assista a filmes em apenas dois por vez. Se você tentar transmitir a partir de uma terceira tela, o serviço exibirá uma mensagem de erro.

Se essas restrições não lhe agradarem, você pode optar pelo pacote Hulu + Live TV, muito mais caro, que permite assistir filmes de qualquer número de dispositivos simultaneamente por uma taxa adicional. É verdade que, para alguns tipos de conteúdo, como as séries HBO, ainda há um limite (até cinco dispositivos por vez). De qualquer forma, todos os computadores e TVs devem estar dentro da rede doméstica, que você deverá especificar ao se conectar ao plano Live TV. O Hulu abre uma exceção para até três aparelhos móveis, desde que eles façam “check-in” com a rede doméstica pelo menos uma vez por mês.

Os planos regulares do Hulu e Live TV abrangem apenas o streaming on-line e com anúncios. O serviço oferece os mesmos planos sem anúncios, o que permite baixar filmes e assisti-los offline, entre outras coisas. Essas opções são mais caras, é claro. Com essa assinatura, você pode baixar até 25 filmes em cinco dispositivos por vez, mas precisará assisti-los em 30 dias e conteúdo premium geralmente não pode ser baixado.

Compartilhar o serviço com a família ou amigos significa dizer a eles seu nome de usuário e senha – uma conta é tudo o que um assinante recebe – o que é outro motivo para não compartilhar sua assinatura do Hulu fora de um grupo controlado. Qualquer usuário que se conecta à conta (exceto crianças, que têm perfis especiais) tem acesso às configurações da conta, embora seus detalhes de pagamento estejam ocultos.

Como não compartilhar contas

Embora muitos serviços proíbam o compartilhamento de senhas e outros o permitam apenas com a família, as pessoas costumam usar as contas de amigos, colegas e outros. De acordo com uma pesquisa da Zebra Insurance sediada nos EUA, 79% dos usuários deram sua senha a alguém que não mora com eles.

Isso pode se tornar um problema. Por exemplo, você pode ser banido do serviço por violar os termos de uso. Ou um amigo que você considerou confiável pode decidir dar um upgrade na sua assinatura (saindo do seu bolso). E se você usar uma senha para serviços diferentes, eles não apenas poderão assistir a programas de TV, mas também terão acesso a outras coisas, como seu e-mail ou mensagens de mídias sociais, por exemplo. Sem mencionar que um completo estranho pode interceptar a senha durante a transmissão.

Portanto, recomendamos não compartilhar suas senhas com outras pessoas. Você nunca deve comprar a senha de outra pessoa online; ela pode ser roubada; nesse caso, o verdadeiro proprietário da conta provavelmente restaurará o acesso, deixando-o de fora. É melhor usar as opções fornecidas pelos serviços.

Fonte: https://www.kaspersky.com.br/blog/sharing-accounts-safely/15815/

Artigos Similares

Deixe seu comentário